Nada Acontece por Acaso

Um homem de meia idade ficou desempregado, a empresa onde trabalhava despediu metade dos funcionários, começando pelos mais antigos para redução de despesas.

Ao ver-se no desemprego, o Sr. Manuel procurou trabalho em várias empresas, recebendo sempre a mesma resposta: "com a sua idade..."

Um dia respondeu a um anúncio em que uma empresa oferecia um lugar de trabalho para limpeza dos WCs do edifício. O Sr. Manuel prontamente respondeu ao anúncio para se candidatar ao cargo, marcando assim a respectiva entrevista de trabalho, a qual decorreu normalmente finalizada com a seguinte conversa:

- Pronto, agora o Sr. Manuel deixa-nos o seu E-mail e nós enviaremos por essa via a resposta a esta entrevista.
- Mas eu não tenho e-mail, não tenho computador, não pode ser de outra forma? por telefone, por exemplo?
- Não! O procedimento da empresa para estes assuntos é este, nada posso fazer, tenho que proceder em conformidade...

O Sr. Manuel viu-se assim mais uma vez sem conseguir um emprego.
Saiu do edifício e voltava a casa quando reparou num homem que vendia fruta num triciclo, foi junto dele e comprou uma caixa de morangos. Antes de chegar a casa um amigo quis comprar os morangos e o Sr Manuel vendeu os morangos com algum lucro. Vendo aqui uma oportunidade de ganhar uns trocos, comprou com o dinheiro recebido duas caixas de morangos, que vendeu novamente e com lucro.

Os morangos geraram mais morangos, até que comprou um triciclo e começou a vender também outras frutas. O pequeno negócio cresceu, cresceu, até que o Sr. Manuel abriu um armazém de revenda de fruta. O armazém também cresceu, fruto do seu trabalho.

Já com vários funcionários e umas instalações grandes. começou a pensar que podia ser assaltado, e contactou uma empresa para lhe fornecer um orçamento para a instalação de um alarme de segurança.
Um técnico especializado foi enviado ao seu armazém, fez o levantamento do que seria necessário instalar e disse então ao Sr. Manuel:

- Pronto! Agora vou fazer as contas e depois envio o orçamento detalhado, para isso o Sr. Manuel precisa apenas de me fornecer o seu E-mail.
O Sr. Manuel respondeu:
- Mas eu não tenho E-mail, não tenho computador, não pode ser de outra forma?
- Claro que sim, mas, não tem computador? Sr. Manuel, se tem um negócio tão grande, com estas instalações tão grandes e sem computador, imagine o que teria se tivesse um computador!
Ao que o Sr. Manuel respondeu:
- amigo, se eu tivesse um computador hoje estaria a lavar casas de banho!

JC
Ocorreu um erro neste dispositivo