A Advocacia na Espiritualidade

Todos nós sabemos como funciona um tribunal.
Quando alguém é julgado, é presente a um juiz sendo acusado por um advogado e defendido por outro.

Justo?
não sei, sei apenas que a Lei é a base onde estes dois advogados se vão gladiar entre si com a finalidade de acusar ou defender a acção do outro.

O futuro do réu por sua vez, depende de qual destes dois advogados consegue "usando" os emaranhados e os confusos pontos de vista da mesma lei, convencendo assim um tal de juiz de que está certa esta teoria ou errada a do outro. E nesta senda ambos os advogados entram por caminhos cada vez menos reais e surrealistas, tentando assim descodificar argumentos que em nada têm a ver com a realidade. Quanto mais cresce esta teia, mais se sintoniza com o menos nobre e com a irrealidade chegando até a ser argumento para filmes. Só que os Filmes são terrenos e não de uma galáxia ou plano distante.

O réu?
Esse não importa nesta arena onde dois gladiadores se defrontam tentando agradar a um tal de César dos tempos modernos.Algumas vezes na vida encontrei este tipo de situação referente a vários assuntos. Normalmente não dou atenção precisamente por reconhecer os advogados e juizes nestas conversas informais, sendo aqui o juiz o próprio tema em si. Como dizia o Poeta "chega a sentir que é dor a dor que deveras sente". Entendam como quiserem.

Nas comunidades da vida encontra-se de tudo. Ouve-se, lê-se e opina-se sobre tudo. Uma coisa é certa, assim como na vida terrena um advogado de renome, de nome conceituado no meio a que pertence, "é meio caminho" para "ganhar" uma causa. Tanbém os advogados espirituais saiem caros a eles mesmos e aos outros.

Sai caro?
sim, mas que importa.
O mesmo acontece nos assuntos místicos ou espirituais. Se o que fala ou escreve tem nome na praça publica é Deus a falar, por muito que o advogadozito de coração esteja certo na sua acção. Estes advogados de renome, só a sua presença incomoda ao juiz, por isso a causa está ganha aos olhos do réu.Será assim aos olhos de Deus?

Muito se diz e escreve sobre as mais diversas e ou absurdas teorias (eu incluído), cientistas e fisicos de assuntos espirituais, super homens no meio dos homens, advogados de renome numa cidadezeca de interior... Sabedores de magias e conhecimentos acima do comum das pessoas.Tudo tem uma desculpa. È errado? trata-se já disso arranjando e aflorando com umas pétalas de cristais, umas pitadas de bom senso? uns vapores de palavras de 20 euros (tendo em conta a inflacção), tudo arrumado num vazilha-me de uma côr tida por nobre ou dourada mesmo e de uma matéria ainda mais nobre retirada das minas de um plano acima do 10º (até aí já não pega), e com referências a "esta ou aquela prostituta" vestida de Rainha do astral.

Temos aqui a receita para um banquete, onde os gladiadores se gladiam entre si, para convencer uns juizes pouco conhecedores (quem lê ou ouve), que aplaudirá e ou mudará de opinião consoante argumenta o advogado da esquerda ou o da direita.

O réu?
Esse réu que é o tema pelo qual se debatem, em nada muda, continuará como é, como sempre foi, por muitos e pomposos nomes que lhe ponham nos modernos dias de hoje...

Ups, esqueci, já tudo mudou, agora estamos noutra vibração, já não são tempos modernos mas sim VIBRAÇÕES E PLANOS SUPERIORES.Conheço muito mal esta minha realidade na horizontal e de mim para trás ou abaixo, quanto acima de mim?

Conhecerei quando lá chegar pois em nada muda o meu Eu de hoje nesta realidade que enfrento todos os dias da minha vida.Já no Tempo do Cristo, que com ele aprendi a olhar á minha volta e dar a mão "abaixo" de mim, Haviam destes ADVOGADOS DA ESPIRITUALIDADE que hoje só são lembrados pelo mal que fizeram, e hoje como antes teorizam e colocam na cruz não os cristos, mas a VERDADEIRA ESPIRITUALIDADE E SABEDORIA.

Desde que vi um jornal a dizer correio da manhã, acredito em tudo.

Até em dinheiro de cristal.

JC

Amor não é aceitação, aceitar é esforço

Amor é:
- Amor é ser parte do todo e ter o todo em nós. Ser inteiramente neutro na acção e na reacção não interferindo assim de forma consciente ou insconsciente. Esta é a verdadeira co criação com Deus.

- Amor é não referenciar nada nem ao próprio amor. Uma vez que se faça referência ao Amor já estamos num dos pratos da balança. Quer dizer que ainda precisamos da Balança. Amor é a isenção da balança.

- Amor é ser-se inteiro em tudo o que se faz ou pensa.Só assim somos parte integrante não diferenciada nem diferenciadora.

-Amor é levar consigo o cheiro da planta sem a colher.Não ir ao encontro sequer da planta pois quem Ama "cheira" o que se lhe apresenta enquanto caminha, e não o que procura "cheirar" desviando assim o caminho á procura de um cheiro.

-Amor é viver o desamor.O desamor e o Amor são uma e unica força. Atrativas ou repulsivas na essência e não em nós.

-Amor é não lutar contra nada muito menos consigo mesmo. Quem luta por isto ou aquilo está a forçar o que não é forçável, está a contrariar as forças e leis da natureza.

-Amor é ser o que é sem autocrítica ou desarmonia interior. Esta plenitude está fora da condição humana em vivênvia mas não em entendimento.



Amor não é:
-Amor não é desarmonia. Na medida em que se escolhemos Amar ou Odiar simplesmante já desarmonizámos.

-Amor não é crítica. Nem tão pouco Elogio. Qualquer uma delas já por si são desarmoniosas.

-Amor não é aceitação, aceitar é esforço, é ceder contrariado. Aceitação é por si uma escolha em nós de aceitar estando implícito o julgamento inconsciente. Julguei e decidi. Definitivamente não é Amor.

-Amor não é fugir do que não gostamos. Amar é estar e não estar. Amar é ser o que gostamos e o que não gostamos numa dualidade super - Etérea.

-Amor não é procurar entender o desamor. A procura só por si já não vibra na faixa do amor. Remete á resposta anterior.

-Amor não é amar. Amar é uma consequência do amor. Assim como o desamor o é. Assim como o tijolo não é a parede mas é o caminho e a matéria prima para a construção.

O Conhecimento do verdadeiro Amor é uma chave de Deus...
não fala, não cála, não interfere positiva ou negativamente.
Apenas está Ali.

Nem A Lua e o Sol são Amor Verdadeiro pois influeciam negativa e positivamente sobre nós.

Por ser assim, instintivamente queremos "correr" para Ele.

JC

Apocalipse - a subida de plano da terra

médium - Começaram por me mostrar o Apocalipse.
Vejo formar-se um ciclone muito grande que arrasta tudo á frente, vejo as pessoas a sucumbirem, a cairem, uma ficam enterradas porque se abrem valas, outras ficam mortas no chão.


Entre os que cá ficam, vão ficar muito separados. No entanto quando tudo começa a acalmar as pessoas têm a sensação de que muito mais pessoas estão vivas, não sabem porquê.


Fica muita gente que mesmo sem grande desenvolvimento espiritual, captam como que ondas sensoriais através das quais contactam com os outros. Há muita gente que nós conhecemos e pensamos que não sabem nada disto mas têm conhecimentos embora estejam adormecidos.


Vejo o nosso País, um bocado destruído junto ao mar, em Lisboa a ponte cai, a parte norte da Europa também fica muito destruída e há como que uma ligação na parte da Europa que fica. Só consigo ver um bocado da Alemanha, um bocado da França, a Espanha e a Itália. Esta parte consigo vê-la toda mas a parte mais acima não vejo, nem a Grã Bretanha, nem a Finlândia, aquela parte mais recostada que se vê no mapa.


A parte do Alasca e dos Estados Unidos fica também muito reduzida, vejo saltar Terra do mar, vejo vegetação, tudo muito bonito. Pergunto como vão viver as pessoas que cá ficam, respondem-me que as pessoas se vão agrupar formando conjuntos e começam a cultivar a Terra. Nem tudo fica destruído, mostram-me computadores e máquinas estranhas.


Certamente vão surgir doenças através dos corpos que ficam?
Mostram-me como que um gás ou uma nuvem por cima da Terra toda que faz mirrar os corpos não chegando estes a entrar em decomposição e não deixando haver pestes.

E o gás não atinge os vivos?
não consegui ver, o que vi e acho estranho é que depois os grupos reunem-se todos e na Terra fica uma comunidade só, em que todos falam a mesma língua. Isso é possível?


Sim é o Esperanto e vejo essa lingua a disseminar-se com uma rapidez incrível. Vejo todos a mecherem em máquinas, a limparem tudo e a edificarem, a construirem uma nova ponte com uma forma estranha, com uns tubos muito largos.


Uma grande parte da Africa fica destruída. Dizem-me que não nos preocupemos com o depois do apocalipse mas com o durante. Porque as coisas que fizemos anteriormente vão ser postas em prática. Por exemplo comida em comprimidos e alimentos condensados com todos os nutrientes necessários enquanto não houver culturas novas.


A energia vai ser Èolica e sobretudo Solar uma vez que vai ser difícil restabelecer a energia eléctrica. A água não vai faltar, a camada de Ozono vai ser reposta pelos gazes dos vulcões, a maioria da limpeza vai ser feita pelo próprio Apocalipse na abertura de valas onde as coisas cairão e que depois fecham. O que ficar vai ser incenerado em altos fornos.


O metal vira metal, o que for humus vira humus. As pessoas que cá ficam não são só as que têm conhecimentos desta área, pois aqueles que dizem não os ter mas que respeitam os outros também ficam pois já são graduados interiormente. Farão a aprendizagem posteriormente.


Máquinas que limpam tudo e novos edifícios diferentes do que são agora. Vamos aproveitar as próprias forças da Natureza para a reconstrução. No entanto vejo tudo ainda muito destruído.


No apocalipse vejo que a mão de Deus vai estar sobre nós, vi que isso significa que na altura sentiremos uma serenidade e uma tranquilidade que nos vai ajudar a ultrapassar tudo, e no meio das multidões bastará a nossa presença para os ajudar, no entanto isso é um apoio suplementar que teremos pois através da abertura compulsiva da 3ª Visão que vai acontecer e que já conhecemos em parte, vai-se criar grande desorientação e aí poderemos ajudar.


Entidade- (....) Uma tal calamidade unirá toda a humanidade e todos se escutarão e juntos buscarão uma verdade maior, (...) A modificação atmosférica provocada pela súbita verticalização do eixo Terrestre e consequentes convulsões do planeta ajudará no processo e provocará alterações geográficas e climáticas. (...)


(...)Serão transportados através dessa noite que será a mais longa noite do Planeta, envolvidos por feixes energéticos que os protegerão e seleccionarão para que nada falte na vida do Planeta. (...)

a existência de uma ou duas linhas evolutivas?

Salvé irmãos!


Não tenteis quantificar o que não quantificável, nem medir o que não é mensurável.
Onde é o início?
Onde é o Fim?
No início e no fim. No início de um ciclo, o fim de outro. E no seu fim o iniciar de novo cilco.


Todas as partículas cósmicas se unem e se afastam numa sistole e diástole de forma a passarem pelos vários estados enriquecendo-se dessa forma até formarem um todo, tanto em cima como em baixo, com capacidades limitadas e determinadas funções pré-programadas.


A energia que é molde á criação espiritual cósmica de indole superior, é utilizada aglotinamdo-se da sua forma dispersa, para construir algo que é sempre maravilhoso.
Os estados de vibração e propagação são tantos que vos é impossível vislumbrar.



A todas essas partículas, a todas as coisas e a todos os seres são dadas as mesmas oportunidades. Como poderia uma lei coerente e infinitamente amorosa de criação conceber dois procedimentos diferentes? Deveríeis saber já através de vários ecritos existentes na Terra, coisas que podem fazer-vos entender melhor o que vos digo.
Conhecei-vos a conhecei melhor.
As linhas gerais estão traçadas na forma de uma lei indelével e imutável, que funciona da mesma forma para todas as coisas, numa evolução tão amorosa que não tem príncipio nem fim, que vai do moldar da energia pela criação espiritual, até aos vários estados gasosos, sólidos, líquidos, plásmicos e bioplásmicos que conheceis e a tantos outros que haveis de descobrir.



Deixai por isso fluir os conhecimentos que muitos de vós possuís e que nós coadjuvamos, em direcção a um crescimento superior que vos fará cumprir importante papel nos tempos vindouros.Vos sereis os professores a ensinar os alunos teimosos que persistem em tresmalhar-se e ajudálos-eis a encontrar o caminho correcto e a entender a finalidade das coisas.
A lei cósmica as obrigará e as porá em posição de aprenderem aquilo que tereis para ensinar.



Por isso, aceitai-as a todas, com as suas limitações, e parti delas para ajudá-las, pois a vossa mensagem chegará na essência aos seus espíritos conturbados, na medida das suas capacidades e necessidades.
Este é um trabalho de amor para todos.Para vós e para os outros. Quer sejam cientistas ou analfabetos.
Por isso preparai-vos correctamente irmãos. Revei as vossas posições habituais em relação a credos, raças, religiões, atitudes e demais comportamentos alheios e aceitai a todos como vossos irmãos que na verdade são.


A vossa missão é de amor, e só com amor será cumprida, pois connosco está sempre o amor de Deus.

PALESTRA DE ANTÓNIO ROSA - Forte da Casa


Palestra do lançamento do livro "Signos para a Alma" de António Rosa

Dia 29 de setembro ás 15 horas irá realizar-se uma palestra onde o orador principal António Rosa falará da "Astrologia, carma e desenvolvimento espiritual".

O evento terá lugar no Forte da Casa em Lisboa, na rua Fernando Pessoa nº 39

No final poderá adquirir esta obra com uma dedicatória de António Rosa numa mini-sessão de autógrafos.

Não faltes a este "abraço fraternal".
faz a tua reserva pois o espaço é limitado.
O custo de participação tem o preço simbólico de 5 euros que serão doados na sua totalidade.
Mais informações através do mail: netideia@hotmail.com

******************************

Este livro pretende ser uma viagem através dos doze Signos do Zodíaco com múltiplas leituras possíveis. Desde aqueles que querem saber um pouco do seu próprio signo, até aos estudantes desta matéria, havendo uma ênfase especial para quem acredita na evolução espiritual do ser.


Este livro é acessível a todos os leitores, mesmo aqueles que não possuem conhecimentos de astrologia. Sendo um livro de auto-conhecimento e desenvolvimento pessoal, também permite um melhor conhecimento das pessoas que nos rodeiam, ficando com uma melhor percepção dos seus relacionamentos cármicos. Sim, porque você também tem relacionamentos cármicos – pais, filhos, companheiros, amigos, colegas…


A matéria apresentada nesta obra não é apenas a habitual enumeração das características de cada signo, mas uma orientação pragmática e simples sobre os níveis evolutivos de cada ser humano através do seu signo solar. A nossa missão é evoluir.


Todos temos no nosso mapa natal os doze signos, mais ou menos enfatizados pelo posicionamento dos astros. No entanto, há uma tendência para ficarmos muito atentos apenas ao signo onde está o nosso Sol, aquilo a que habitualmente chamamos de "o meu signo".


Isto é apenas uma parte de si. Somos muito mais do que isso, somos uma alma num corpo físico, que vem fazer a experiência evolutiva que a astrologia tão bem sabe indicar.

AS APARÊNCIAS ENGANAM




Num orfanato, igual a tantos outros que enxameiam por toda parte, havia uma pobre órfã, de oito anos de idade.

Era uma criança lamentavelmente sem encantos, de maneiras desagradáveis, evitada pelas outras, e francamente malquista pelos professores.

Por essa razão, a pobrezinha vivia no maior isolamento. Ninguém para brincar, ninguém para conversar...

Sem carinho, sem afecto, sem esperança... Sua única companheira era a solidão.

O director do orfanato aguardava ansioso uma desculpa legítima para se livrar dela.

E um dia apresentou-se, aparentemente, uma boa desculpa. A companheira de quarto da menina informou que ela estava a manter correspondência com alguém de fora do orfanato, o que era terminantemente proibido.

Agora mesmo, relatou a informante, ela escondeu um papel numa árvore.

O director e o seu assistente mal puderam esconder a satisfação que a denúncia lhes causara.

Vamos tirar isso a limpo agora mesmo, disse o superior.

E, somando-se ao assistente, pediu para que a testemunha do delito os acompanhasse a fim de lhes mostrar a prova do crime.

Dirigiram-se os três, a passos rápidos, em direcção à árvore na qual estava colocada a mensagem.

De facto, lá estava um papel delicadamente colocado entre os ramos.

O director desdobrou, ansioso, o bilhete, esperando encontrar ali a prova de que necessitava para se livrar daquela criança tão desagradável aos seus olhos.

Todavia, para seu desapontamento e remorso, no pedaço de papel um tanto amassado, pôde ler a seguinte mensagem:

"A qualquer pessoa que encontrar este papel: eu gosto de SI."

Os três investigadores ficaram tão decepcionados quanto surpresos com o que leram.

Decepcionados porque perderam a oportunidade de se livrarem da menina indesejável, e surpresos porque perceberam que ela era menos má do que eles próprios.

***

Quantos de nós costumamos julgar as pessoas pelas aparências, embora saibamos que estas são enganadoras.

E o pior é que, se as aparências não nos agradam, marcamos a pessoa e prevenimo-nos contra ela e as suas atitudes.

Uma antiga e sábia oração dos índios Siuox, roga a Deus o auxílio para nunca julgar o próximo antes de ter andado sete dias com as suas sandálias.

Isto quer dizer que, antes de criticar, julgar e condenar uma pessoa, devemo-nos colocar no seu lugar e entender os seus sentimentos mais profundos. Aqueles que talvez ela queira esconder de si mesma, para se proteger dos sofrimentos que a sua lembrança lhe causaria.

Você sabia?

Que não há nenhuma pessoa essencialmente má?

Isso porque todos nós temos, na intimidade, a centelha divina que é o amor em gérmen.

Assim sendo, potencialmente todos somos bons, basta que nos esforcemos para fazer brilhar essa chama sagrada depositada em nós pelo Criador.

Jesus conhecia essa realidade, por isso afirmou: "vós sois deuses" e noutra oportunidade insistiu: brilhe a vossa luz".

AS CAUTELAS DO CAUTELEIRO

Olhemos o cauteleiro.


Ser pobre, humilde, que caminha kilómetros por dia para trás e para diante á procura de quem compre mais uma cautela. Com pregões únicos e singulares, este ser caminha em busca de mais uma cautela vendida.

Uma conversa aqui, uma chalaça acolá e lá vai convencendo mais um jogador.

"há horas de sorte" grita ele...
- Dê-me lá uma cautela, mas escolha você que eu não tenho sorte ao jogo.

E ele tem?
Se tivesse não as compraria ele mesmo todas?

Alguém terá sorte; quem faz o jogo, quem comprou a cautela premiada, mas o cauteleiro?

Onde está o cauteleiro que usufruiu do 1º premio de uma cautela?

Se houver será uma raridade.

Mas, ele continua; chova ou faça frio lá está ele e se não aparece alguém sempre pergunta:

- Viram o cauteleiro hoje?

Este Ser que "vende sonhos" e de vez em quando lá vende um prémio a um desconhecido; vive de uns troquinhos que este negócio lhe dá. um por cento? dois talvez? se fosse mais não seria um negócio de velhos reformados....

Na Vida por vezes quem nos ajuda tem menos que nós, se medissemos pela bitola do ter ninguém compraria cautelas ao cauteleiro.

JC

OS SÍMBOLOS, AS CRENÇAS E AS PESSOAS

Nos tempos de hoje, tanto como nos tempos idos, as pessoas apegam-se a símbolos, imagens, objectos e outros materiais físicos como sendo místicos, religiosos etc.

não há diferença nenhuma entre uma religiosa com o seu terço ou a fotografia do santinho pelo qual é devota e os místicos ou espiritualistas com os seus símbolos ou imagens de mestres.

Em ambos os casos os símbolos ou as imagens, são apenas uma ferramenta para que ao olhar a mesma possa elevar a sua vibração para a oração, meditação e demais trabalhos que se proponha fazer.

As imagens ou objectos, são a prova que o ser humano ainda precisa de muletas para se concentrar ou afirmar no seu trabalho espiritualista.

Este texto vem na sequência de uma irmã aqui da comunidade me ter perguntado porque eu JC usava imagens de lâmpadas, se as mesmas tinham algo de espiritual.

Para mim não, assim como não tem nenhuma imagem ou objecto, a espiritualidade tem que estar nas pessoas e não fora delas, enquanto forem precisos objectos sejam eles quais forem, essa pessoa ainda tem muito a aprender na medida em que se prende ainda ao seu Ego, precisando assim dos sentidos físicos como o olhar, o cheiro, ou a cor para “despertar” naquele instante os seus sentidos etéreos e sensoriais.

Não que esteja contra nenhum dos objectos, imagens, cheiros ou cores, antes pelo contrário, as muletas são todas bem vindas desde que úteis. Este texto vem no sentido de que quanto mais se fala em desapego, mais as pessoas tentam conseguir o desapego com apego a outras coisas.

O ego, o maior inimigo do ser humano; um templário por exemplo ao estar com uma imagem que nem é dele (ao menos que fosse), com vestes templárias por exemplo, está a emanar de si as vibrações do seu ego e da sua vaidade, a mesma vaidade que fez dele um dia templário, já que hoje o não é, o Templário de hoje é espiritual, karma e dharma, mas o seu ego continua como então a falar mais alto.

Místicos, misticistas, espíritas, espiritualistas, reikianos, e demais cognomes, são todos irmãos onde apenas uns aprenderam ou sintonizaram-se mais por aqui ou por ali, acreditem em Jesus quando dizia que somos todos iguais aos olhos de Deus, mais iguais do que pensamos e quando queremos tanto ser diferentes dos outros, ser melhores que os outros, ser mais poderosos que os outros, só mostramos que o não somos.

Critica-se a velhinha que não sabe o que faz coitadinha com o altarzinho dela e seus santinhos. Não saberá?

Não teremos já usufruído das vibrações das suas orações?

Pois é, qual a diferença da velhinha para com os outros?

as crendices dela estão ultrapassadas?

tanto como as novas crendices. Nada de novo aparece ou se cria, tudo se transforma; não é preciso ser místico para saber isto.

usemos as muletas que acharmos necessárias e deixemos nossos irmãos com as deles. Um dia ninguém precisará mais de muletas.

Não somos aquilo que pensamos ser, simplesmente somos aquilo que vibramos.

As minhas imagens de lâmpadas não passam de imagens decorativas do espaço do perfil, achei que eram giras, só isso…

Sou uma pessoa que tento livrar-me do materialismo enterrando-o e não o substituindo por outra matéria.

A sabedoria é de Deus a artimanha não. A 60ª lei universal diz isso mesmo.

Muita Luz
JC


MENSAGENS DOS SERES DE LUZ

Mestres e seus nomes.

Muitas pessoas valorizam os nomes e graduação das entidades, as entidades ao canalizarem as informações, usam o ego da pessoa. Assim como só usam na sua maioria palavras e chavões do conhecimento do canalizador.

Não usam palavras que o canalizador desconheça pois isso iria provocar o que chamamos de choque vibratório, afectando assim a mensagem.

O ego das pessoas leva a que todos se identifiquem como mestres pois a humildade infelizmente não é a ferramenta mais comum entre os encarnados, valorizando assim por hierarquias.

Tenho recebido mensagens lindas de espiritos pouco evoluídos, tão lindas quanto as dos Mestres.

Espíritos Mestres , são espiritos do patamar de jesus cristo.... mas na sua sabedoria, eles sabem que os nomes e galões, são uma concepção nossa.

Nem sempre é possível as entidades, espiritos, mestres, ou outros nomes que queiram chamar, dizerem um nome porque preservam suas vidas anteriores para evitar mistificações.

Dentro das ciências esotéricas algumas vidas anteriores de alguns são conhecidas e de outros não.

Os mestres não dão valor aos nomes, alguns que conheço dizem que não importa quem são mas sim pelo que estão, como não dão valor ás suas encarnações anteriores. No decorrer das suas evoluções tiveram mil rostos e mil nomes, e podem plasmar nas mentes dos seres humanos uma das muitas vidas e muitos rostos que tiveram.

Geralmente usam como critério aquela encarnação que mais se sintonize com a alma daqueles a quem precisam transmitir algo.

O ser humano é que precisa de nomes, imagens, figyras, rótulos para, através dos seus cinco sentidos humanos, acreditar. Só que isto é uma ilusão do nosso mundo tridimensional.

O importante não são os nomes ou as imagens e sim o que estes seres transmitem, as suas vibrações energéticas, os seus ensinamentos, sua experiências, toda a sabedoria que conquistaram vida após vida e tudo aquilo que ajude o ser humano a atingir uma expansão maior da sua sensibilidade, sentimento, consciência, mente e alma para que conheça a verdade que reside na sua alma e através dela tornar-se livre.

A preocupação com os nomes, seus rostos,e encarnações passadas confunde mais do que ajuda. Um exemplo típico disto relaciona-se com o Mestre Saint Germain, e pode gerar confusão para quem verdadeiramente o vê. Na realidade Saint Germain não se apresenta na hierarquia ou aos discípulos na figura de Saint Germain do século 18 mas sim como Rakocxy.

Os verdadeiros Mestres de Luz não gostam de ser adorados nem idolatrados. A correcta actitude em relação a eles é sentir as suas vibrações e as energias que emanam de seus ensinamentos e de suas almas.

Os Dados Pessoais e as Magias

Citando o Amigo e Irmão António:
Os nossos dados (data, hora e local de nascimento) são o nosso portal de entrada nesta encarnação. É um assunto íntimo e pessoal, que só a nós diz respeito. É a sua proposta pessoal de desenvolvimento espiritual. Eventualmente, pode ser dado em privado...

Muita Luz e muito conhecimento nestas palavras sábias.
Luz e conhecimento é discernimento, claro que como diz o António, estamos "modernos" demais...

Salientar que este aviso serve a toda a comunidade que não entende ainda muito destas coisas, de salientar que também aqui na comunidade podem haver "inimigos".

Caldos de galinha e cautelas nunca fizeram mal a ninguém.

Acesso aos portais pessoais, são possíveis pelos dados referidos, mas ao lembrar uma pergunta na home da comunidade onde perguntam se devemos mostrar a cara, aqui ficam "mais acessos aos nossos portais e como os evitar.

Acessos:
- Os referidos pelo irmão António - data, hora e local de nascimento

- Nome completo

- Fotografia pessoal de parte ou o todo do corpo

- comentários pessoais, estes têm toda a sua vibração implantada

- Morada pessoal

- Fotografia dos olhos, pessoas há que pensam que se a fotografia só tiver os olhos não se acede. Ainda é mais fácil aceder.

- Foto de um objecto pessoal muito querido e muito usado.

Como Evitar os acessos?:
- No caso de uma fotografia, escolha uma que tenha parte ou o todo de outra pessoa; assim as vibrações estão misturadas, só sendo possível separar por um Mago Branco, Mago negro não consegue.

- nos comentários muito pessoais, evite o sentimento nas palavras, escreva de forma alegre, assim a vibração é outra, fechado assim o acesso.

espero serem úteis estas informações, caso contrário não liguem.

JC - Mago Branco
(o verdadeiro mago branco não exerce nem para o bem nem para o mal, pois sabe ser errado, é uma provação)

Leia o próximo artigo sobre Magia Negra e Magia Branca, o que são e como funcionam.

Ocorreu um erro neste dispositivo