ALEGRIAS E TRISTEZAS FUTEBOLISTICAS???

É bonito ver a alegria de um povo envolta em gritos eufóricos e euforias transformadas numa explosão de sentimentos de alegria, ofensas, sarcasmo e até desejos menos nobres.

Claro que falo de uma forma genérica, uns sentirão apenas alegria por o seu club ter ganho, outros aproveitam essa alegria e instintivamente extrapolam outros sentimentos encobertos pelas massas ou pela simples distância de um computador.

Eu pessoalmente adorava ver essa mesma alegria e festividade agregada a outros eventos, claro que estou a pedir demais de simples mortais.

Vejo pessoas a aproveitar a vitória de um clube de futebol para denegrir ou atingir adeptos de outros clubes, pessoas que esquecem por momentos que os outros são pessoas.

Um pesicologo diria que esse fenómeno acontece instintivamente por o ser "querer ser melhor" que o outro. Quando se aponta um erro ao outro, é como se o ego dissesse " eu não sou assim" " sou melhor".

Esta vontade de querer ser melhor faz do ser um ser pior, talvez por desconhecimento.

quando uma pessoa que é contra as touradas fica contente por o touro marrar o toureiro e até verbaliza isso, não está a ser melhor pessoa que o toureiro pois é sabido pela história que agressividade só atrai agressividade. Ah! mas eu não faço mal aos touros... bem, não quantifiquemos, não vamos agora analizar o macro e o micro.

O ser é hoje a soma dos seus passados, será amanhã tudo aquilo que hoje PENSA, DIZ E FAZ.

Neste planetinha pequenino, onde " meia dúzia" de seres coabitam e partilham a mesma "casa" seria de esperar melhores acções e melhores pensamentos.

Só podemos ser socialmente aquilo que somos em família, quando a maioria das famílias só tem desavenças e conflitos, o que se pode esperar socialmente? mais do mesmo claro, apenas leva mais algum tempo pois como não convivem 24 horas por dia, existe períodos de tempo em que as pessoas estão afastadas e anemizam os conflitos.

Não estou aqui armado em sociólogo ou em padre, esta é a minha análise do que vejo, esta é a minha forma de pensar.

Quando estamos a menos de 24 horas da vinda do Papa a Portugal, vejo pessoas com comentários do género sarcástico sobre o Papa, a Igreja, as Atrocidades da mesma e a Pedófilia. Não sou adepto de igreja nenhuma, quem me conhece sabe isso, contudo, não serão essas agressões disfarçadas de simples comentários desculpas para ocultar a sua personalidade menos nobre? acontece que quando o lençol é curto, tapa-se a cabeça mas destapa-se os pés... " diz-me como pensas e dirte-ei quem és".

Não pretendi analizar ninguém nem tão pouco apontar, sei apenas que as grandes coisas são feitas de pequenas coisas. O macro não é mais do que a soma de vários micros.

Não tema ser diferente, lembre-se do patinho feio ou até do próprio Cristo, Não aponte para não ser apontado.

Axiomáticamente falando, se queremos um mundo melhor ele começa em nós, se queremos que os outros sejam melhores vamos mostrar a eles como se é melhor, apontar o outro ou discutir com ele não o faz melhor pois ele reagirá ao que recebe e responderá da mesma forma. Pensemos em nossos filhos: Eles aprendem mais com os exemplos que copiam de nós do que com aquilo que impomos.

Seja diferente e verá que ao passar na rua, emanará um "brilho" diferente dos que o rodeiam e aí sim, será visto (a) de forma diferente e quererão ser como você.

J C

3 comentários:

Luisa Paula disse...

Concordo e assino: Luisa Paula

Maria José disse...

Quem é que pode se considerar melhor que outros? Somos todos espíritos em evolução. Cada um no seu estágio. Beijos.

Maria José disse...

AMIZADE
Não é receber, é dar.
Não é magoar, é incentivar.
Não é descrer, é crer.
Não é criticar, é apoiar.
Não é ofender, é compreender.
Não é humilhar, é defender.
Não é julgar, é aceitar.
Não é esquecer, é perdoar.
Amizade..
É simplesmente AMAR.
Feliz dia da amizade.

Ocorreu um erro neste dispositivo