Sociedades Secretas - Templários V de XX


OS CAVALEIROS TEMPLÁRIOS
OS HOSPITALÁRIOS

Os cavaleiros hospitalares de São João, Jerusalém, Rodhes e Malta.

Formados depois da primeira cruzada. A ordem dos Hospitalários
dedicou-se originalmente à medicina, curando e provendo o repouso para os peregrinos.

Devido às contínuas invasões muçulmanas, os hospitalares
adotaram a filosofia guerreira dos Templários e rapidamente dedicaram-se à defesa militar da cristandade. Porém, os cavaleiros hospitalares nunca esqueceram as suas origens e sempre mantiveram hospitais para cuidar dos doentes e feridos.

Os hospitalares foram a única a sobreviver incólumes aos
turbulentos séculos (ainda hoje a Ordem Hospitalária é
atuante, com sede na ilha de Malta, no Mediterrâneo) em que
atuaram.

Durante os últimos séculos, eles agiram freqüentemente em
auxílio ao braço da espionagem do Vaticano.
A maioria das pessoas os vêem como dedicados à obras
beneficientes especialmente em auxílio pelo mundo inteiro em
serviço de ajuda a desastres.

Os membros desta ordem, aparecem em público normalmente muito
bem vestidos. Como a maioria dos médicos, eles acreditam em
padrões altos de limpeza e higiene. Seu uniforme cerimonial é
negro com uma cruz branca (a cruz maltesa).
Ocasionalmente, os guerreiros monges mais antigos, usam batas
vermelhas com a cruz maltesa branca. Desde que foram expulsos
de sua sede na ilha de Malta em 1700, por Napoleão, os
Hospitalários tiveram que contentar-se com uma propriedade
pequena perto do Vaticano em Roma. Porém, foi permitido
recentemente aos cavaleiros, reaverem seu castelo de Valletta;
entretanto, o Maltês já não os aceita como senhores.

Os membros dessa Ordem são geralmente escolhidos entre os
médicos, homens de ciência ou com tendência ao sacerdócio
conforme comentamos acima, um braço dos Hospitalários foi
fortemente envolvido na espionagem do Vaticano durante
séculos. O autor levanta a suspeita de que ainda hajam membros
da Ordem dedicados à esta tarefa. Esta é a Ordem mais
tradicional ( do ponto de vista de submissão ao Papa) e coloca
grande ênfase em religião e cerimônias religiosas. Como
resultado, só são permitidas para as mulheres servir dentro da
Ordem de uma maneira não combatente. Os Hospitalários têm um
forte senso de justiça. Eles não auxiliarão nenhuma pessoa ou
criatura que eles pensem que são más e isto põe-nos
frequentemente em conflito com os Templários e Teutônicos.

Continua...

Sem comentários:

Ocorreu um erro neste dispositivo