Sociedades Secretas - Templários I de XX


AS SOCIEDADES SECRETAS

OS TEMPLÁRIOS

Fundada em 12 de junho de 1118, em Jerusalém por Hugues de
Payens e Gogofredo de Saint Omer. Chamada de "Pobres Cavaleiros de Cristo e do Templo de Salomão", a Ordem do Templo foi criada , supostamente, para defender Jerusalém dos infiéis, guardar o Santo Sepulcro e proteger os peregrinos a caminho da Terra Santa.

Após o término da construção do Templo de Jerusalém,Salomão levou a Arca para lá. O Templo era a casa do Senhor, edificado
por Salomão, para a eterna habitação do Senhor, com a presença da Arca e das Tábuas da Lei como testemunhas. Esses dois fatos
são mencionados na Bíblia pela última vez e com precisão em ( I Reis 8,9).

O grande interesse pela Arca não se prendia apenas ao valor
religioso que elas apresentavam, mas também, segundo
Charpentier, pelos capítulos mais importantes e essenciais
nelas escondidos cuidadosamente e fora do alcance do público.
Essa parte continha a sabedoria antiquíssima, a verdadeira Lei
Divina participada a Moisés, no Monte Sinai, ou escrita por
ele mesmo com os conhecimentos que adquirira através de sua
iniciação no Egipto.

Baldwuin II, rei de Jerusalém, nove
templários nos alojamentos das estrebarias do Templo de
Salomão onde permaneceram por nove anos e os seus trabalhos e
pesquisas permaneceram secretos. Eles voltaram à Europa
plenos de glória e mistérios.

Um núcleo, ultra secreto, dos Templários,
formado à liderança da Ordem (seria esse o pequeno grupo dos
cavaleiros do Graal), dispunha de um conhecimento ainda hoje
fora do alcance da
humanidade. Por exemplo, os Templários não
só racionalizaram como também revolucionaram a agricultura.
No tempo do florescimento da Ordem do Templo, surgiu também
A arquitetura gótica. Curiosamente

Além da arquitetura e agricultura, um outro facto é válido
também para o campo financeiro.
Os monarcas estavam constantemente sem dinheiro. As cidades
eram pequenas e o núcleo de habitantes também; a igreja
protegia cuidadosamente o seu tesouro. Os funcionários públicos
eram, salvo raras exceções, bastante pobres. Logicamente
podemos perguntar o que estaria atrás dessa mania de construir
que consumia somas astronómicas.


É muito provável que essas construções, que surgiram de uma hora
para outra, dentro de um curto espaço de tempo, dezenas ao
mesmo tempo, faziam parte de um gigantesco projeto ainda não
esclarecido para a humanidade.
De onde vieram esses operários especializados, do arquiteto ao
escultor, num mundo de relativamente poucos
habitantes? Seja como for, nasceu uma classe de operários de
construção, treinados numa técnica exemplar e fisicamente
livres para, em caso de necessidade, se locomoverem de uma
oficina para outra, sem problemas.

Não é sem razão que se considera essas oficinas de
construtores livres (chamadas loges, em francês) como
precursores das lojas franco-maçônicas.
Entre as invenções dos Templários, podemos acrescentar a idéia
original da criação dos bancos, com seus cheques e outros
métodos de créditos, projectados para ajudar as finanças e as suas
actividades na Terra Santa. Os peregrinos que eram constantemente assaltados, podiam assim depositar o seu dinheiro numa loja Templária, era-lhes passado um documento, com o qual noutra terra levantavam o seu dinheiro.

Continua...


Sem comentários:

Ocorreu um erro neste dispositivo