Campanha de natal para os sem abrigo





Uma fatia de bolo rei
O Natal de um sem abrigo



Esta campanha tem por objectivo a compra de um mínimo de 200 bolos rei
para fatiar e distribuir pelos sem abrigo na quadra natalícia
Após a ultima campanha efectuada com o nome "cobertores para os sem abrigo"
surgiu a ideia de ajudar-mos os sem abrigo a ter um Natal melhor.
Neste espírito, nasceu a ideia de comprarmos um mínimo de 200 bolos
que serão fatiados e distribuida uma fatia de bolo por cada sem abrigo no Natal


Atempadamente precisamos recolher donativos e encomendar
o fabrico dos bolos a uma fábrica para que tudo funcione como previsto.
Temos uma fábrica que nos forneceu já preços para a quantidade pretendida.

Os donativos serão apenas em dinheiro,
não faria sentido recolher bolos que no mínimo estariam impróprios para consumo
na data a ser distribuidos.
Para isso, aqui fica o numero da conta bancária
onde poderão fazer o vosso donativo
através de transferência bancária ou depósito directo.


NIB: 001 800 031 350 948 402 009
IBAN: PT50 001 800 031 350 948 402 009

Santander Totta

Importante:
Após efectuar o seu depósito, avise-nos do mesmo através do mail:
netideia@hotmail.com




Olá a todos,Este planeta chama-se Terra, Vamos pousar os pés nesta terra onde ainda habitamos e que não sairemos dele sem os pés bem assentes, por muito que teime em andar na Lua.

Um auto intitulado sacerdote perguntou-me se achava bem esta campanha pois ele viu um dia um mendigo que dizia a outro estar como mendigo por opção. Pelos vistos todos os outros pagam por este aos olhos deste "sacerdote"???

Eu não sou sacerdote de nada, sou um simples ser que teima em olhar á sua volta. Para si Sr Sacerdote, aqui fica o Planeta Terra - O mundo de hoje e não do passado ou do futuro.

Quanto á questão das leis karmicas e casuais, sabe melhor que eu que a lei do Amor é a lei Mater, Primária, que se sobrepõe a todas as leis. Não quero ensinar a missa ao vigário (sacerdote), apenas respondo ao que perguntou.


Deixe terminar a musica se quer ouvir o documentário:

Sem comentários:

Ocorreu um erro neste dispositivo