Amor não é aceitação, aceitar é esforço

Amor é:
- Amor é ser parte do todo e ter o todo em nós. Ser inteiramente neutro na acção e na reacção não interferindo assim de forma consciente ou insconsciente. Esta é a verdadeira co criação com Deus.

- Amor é não referenciar nada nem ao próprio amor. Uma vez que se faça referência ao Amor já estamos num dos pratos da balança. Quer dizer que ainda precisamos da Balança. Amor é a isenção da balança.

- Amor é ser-se inteiro em tudo o que se faz ou pensa.Só assim somos parte integrante não diferenciada nem diferenciadora.

-Amor é levar consigo o cheiro da planta sem a colher.Não ir ao encontro sequer da planta pois quem Ama "cheira" o que se lhe apresenta enquanto caminha, e não o que procura "cheirar" desviando assim o caminho á procura de um cheiro.

-Amor é viver o desamor.O desamor e o Amor são uma e unica força. Atrativas ou repulsivas na essência e não em nós.

-Amor é não lutar contra nada muito menos consigo mesmo. Quem luta por isto ou aquilo está a forçar o que não é forçável, está a contrariar as forças e leis da natureza.

-Amor é ser o que é sem autocrítica ou desarmonia interior. Esta plenitude está fora da condição humana em vivênvia mas não em entendimento.



Amor não é:
-Amor não é desarmonia. Na medida em que se escolhemos Amar ou Odiar simplesmante já desarmonizámos.

-Amor não é crítica. Nem tão pouco Elogio. Qualquer uma delas já por si são desarmoniosas.

-Amor não é aceitação, aceitar é esforço, é ceder contrariado. Aceitação é por si uma escolha em nós de aceitar estando implícito o julgamento inconsciente. Julguei e decidi. Definitivamente não é Amor.

-Amor não é fugir do que não gostamos. Amar é estar e não estar. Amar é ser o que gostamos e o que não gostamos numa dualidade super - Etérea.

-Amor não é procurar entender o desamor. A procura só por si já não vibra na faixa do amor. Remete á resposta anterior.

-Amor não é amar. Amar é uma consequência do amor. Assim como o desamor o é. Assim como o tijolo não é a parede mas é o caminho e a matéria prima para a construção.

O Conhecimento do verdadeiro Amor é uma chave de Deus...
não fala, não cála, não interfere positiva ou negativamente.
Apenas está Ali.

Nem A Lua e o Sol são Amor Verdadeiro pois influeciam negativa e positivamente sobre nós.

Por ser assim, instintivamente queremos "correr" para Ele.

JC

1 comentário:

Anónimo disse...

Amor... é ser...
gostei do texto
bjos

Ocorreu um erro neste dispositivo