Que Mudou em 2000 anos?


Que mudou em dois mil anos?

Tudo indica que voltaríamos a adormecer no horto de Getsemani quando o mestre nos avisasse de que era hora de vigia.

Hoje, como então, teríamos certamente a nossa alma compassiva e qualquer Liga de Direitos a pugnar pela libertação de Barrabás, criminoso provado, mas a exigir o castigo rigoroso de Cristo, porque este não atentava contra a nossa vida ou a nossa fazenda mas queria praticar a subversão tremenda de nos mudar por dentro.

Hoje faríamos como Pôncio Pilatos, lavando pudicamente as mãos para que elas não ficassem manchadas pelo sangue de um justo, mas recuando perante a hipótese de lutar contra um facto que o vulgo já considerara como politicamente correcto.

Hoje não seria curial aproveitar atúnica e demais vestes de um condenado e jogá-las entre nós, a ver a quem caberiam; mais facilmente acorreríamos a leilões de bens retirados aos deserdados da fortuna, a aproveitar os preços baixos permitidos pela hasta pública.

Hoje, furtar-nos-íamos a ajudar a carregar a cruz a um desgraçado que, vergado pelo peso do madeiro, já caíra três vezes; viraríamos a cara e sossegaríamos o espírito encarregando de tal tarefa um qualquer Simão Cireneu, chamando-se ele agora Estado, Segurança Social ou outro nome sonante, entidades para as quais devem reverter os nossos impostos.

Também se registam diferenças: hoje, antes de expirar, Cristo voltaria a pedir ao Pai que perdoasse aos algozes «porque não sabem o que fazem»; o pior é que, com o rodar dos tempos, muitos sabem exactamente o que fazem e com que intuitos. Por outro lado, provavelmente, hoje, entre a hora sexta e a hora nona, as trevas não cobrirão a terra, nem se rasgará de alto a baixo o véu do templo.

A escuridão manifesta-se antes no interior dos seres humanos, traduzindo-se em guerras, tiranias, terrorismo e fomes consentidas.

E o templo não precisa de véu a resguardar-lhe a entrada pela razão simples de muitos lhe negarem utilidade, já que na pecúnia, nas honras e na luxúria encontraram novos deuses.
E, no entanto, hoje, como há vinte séculos, continuamos a saber que, depois das horas atormentadas, há um caminho de Ressurreição diante de nós.
Namastê

adicione ao messenger: netideia@hotmail.com e fale connosco.


*******************passatempo*********************

Escolha uma resposta no Teste ao conhecimento no menu lateral: O que é a tela etérica?
No final pode consultar os resultados, a resposta correcta e ficar a saber da utilidade da tela etérica na nossa saúde.

1 comentário:

Anónimo disse...

Todos deveríamos refletir sobre este texto, mas refletir obriga a procurar dentro de nóes e as pessoas estão viradas para fora de si mesmas.
eu li e refleti....

Ocorreu um erro neste dispositivo