O silêncio e o monge


O Silêncio

O que é que aprendeste nesta vida de silêncio?

Perguntou um visitante a um monge em clausura.

O monge, que estava a tirar água de um poço, respondeu:

-Olha para o fundo do poço. O que é que vês?

O homem aproximou-se, olhou para o fundo do poço e respondeu:

-Nada! Não vejo nada!

O monge ficou quieto e silencioso durante alguns instantes.

Depois disse de novo:

-Olha agora. O que é que vês?

-Agora vejo o meu reflexo no espelho de água.

O monge comentou então:

-Antes não vias nada porque a água estava agitada.

Agora vês porque a água está parada.

E acrescentou:

-Assim é a experiência do silêncio.

O homem descobre-se a si mesmo.

Enviado por: Rui Soares

adicione ao messenger: netideia@hotmail.com e fale connosco

*********veja os resultados do passatempo no menu lateral***********

6 comentários:

JC disse...

"As águas agitadas" da nossa mente comparadas ás águas do poço, são como o macro e o micro, o pequeno igual ao grande. Nós somos no trabalho, na sociedade em gera, o mesmo que somos em casa, como não convivemos 24 horas por dia durante anos a fio com as pessoas em geral, podemos parecer diferentes, tarde ou cedo mostraremos o que realmente somos. Vibramos naquilo que somos e não no que queremos parecer, É normal querermos mostrar o que somos de melhor a quem conhecemos, isso dura pouco, mas, se para socializar fazemos esse esforço para fora de nós, porque o não fazemos para dentro de nós? Porque não agradamos primeiro a nós para então, sem esforço, agradarmos naturalmente ao Todo? Isso obrigaria a um esforço, e somos calões quanto a esforço que não seja material.
Pessoas há que tentam e rápidamente desistem, porquê? Porque as "águas agitadas da nossa mente" são como as do poço, então, numa primeira fase de introspecção apenas vemos os multiplos pensamentos que nos surgem na mente, o segredo não é lutar contra eles, o segredo é deixar fluir todos os pensamentos, com o tempo, eles deixam de surgir, então veremos para lá das águas turvas da mente...

Anónimo disse...

sou visitante assíduo do blog, nunca comentei, tenho lido todos os textos e procurado tirar de cada um o que acho de melhor. este comentário associado ao texto fez-me pensar porque relata precisamente o que se passa comigo, quando tento meditar só me vem ao pensamento coisas dos ultimos dias ou ultimas horas. li o comentário e depois voltei atrás e reli com calma para perceber bem todo o sentido. Estes textos tocam-me profundamente depois de os reler, a primeira impressão é um sentimento quase de revolta, ao reler é uma calmaria e entendimento.

Ana Salgado disse...

:-)
este blog é um "poço" de sabedoria e um "lago" de conhecimentos.

Anónimo disse...

Uma amiga deu-me este endereço e cá estou, perguntei-lhe de que se tratava o site e ela disse-me vê por ti.
Ela tinha razão.
Adorei, continuem por favor.

Manuel (lisboa) disse...

Disseram-me uma vez numa orientação espiritual num centro espírita que eu era Templário, na altura não entendi o que era isso, depois explicaram-me que tinha a ver com vidas passadas. Há muitos sites a contar a história dos templários, a maçonaria, etc. não encontro sites que expliquem bem a ligação dos Templários aos dias de hoje e sobre casos como o meu. Não pode escrever sobre isso?
Obrigado

JC disse...

Manuel,
brevemente postarei uma mensagem sobre a ligação kármica dos templários aos dias de hoje, assim como a ligação dos hitlerianos aos guineenses que hoje nascem de olhos verdes.
se lhe disseram que era templário, é porque hoje tem de saldar essa dívida adquirida em tempos passados quando numa outra vida era TEMPLÁRIO.
O guerreiro que antes matava em nome do rei e de Deus, hoje, tem de fazer o bem sob o mesmo nome. É a lei kármica em todo o seu explendor. para estar já sob a alçada da lei kármica, é porque num passado recente já "passou" o efeito da lei de causa e efeito. Aproveite este aspecto positivo da lei kármica, esta é a prova de que a lei karmica tem um lado positivo, não é uma lei negativa, por isso as leis naturais são equilibrio.
:)
leia o texto que brevemente estará no blog.
mais informações use o mail ou o messenger: netideia@hotmail.com

Ocorreu um erro neste dispositivo