O Mundo dos Celtas


O Mundo dos Celtas

Segundo Robert de Baron, José de Arimatéia escondeu a taça que Jesus usou na última ceia, a mesma que ele próprio usou para recolher o sangue de Cristo antes de colocá-lo na tumba.

Depois, viajou para Inglaterra com um grupo de seguidores e funda a Segunda Mesa da Última Ceia, ao redor da qual sentam doze pessoas (como na Távola Redonda). No lugar de Jesus era colocado um peixe.

José de Arimatéia fundou a sua congregação em Glastonbury. No lugar onde teria edificado a sua igreja em barro e palha , há os restos de uma abadia muito posterior. A mesma onde se diz estarem enterrados o rei Arthur e Guinevere e onde estaria o Santo Graal.

Os Celtas
Povo Nórdico, de vida simples que utilizava as forças telúricas em todas as suas atividades, expressas basicamente através de rituais propiciatórios. Consideravam a natureza a expressão máxima da Deusa Mãe.

Os Celtas entendiam que a terra se comportava como um autêntico ser vivo, que nela a energia flui em benefício da vida e da mente.

Usavam pedras sob a forma de dolmens de menhires (construções megalíticas para canalizar energia) como drenadores, condensadores de energia telúrica direcionadas pela energia mental.

Os festivais Celtas tinham a ver com a época do ano, por isso ocorriam em datas precisas. Sabiam que as energias sofrem reflexões e refrações por isso praticavam os seus rituais completamente despidos.Os cerimoniais célticos tinham um conteúdo mágico bem mais intenso que os druídicos.

O catolicismo primitivo , tal como um furacão devastador apagou tudo o que lhe foi possível apagar no que diz respeito aos rituais célticos, catalogando-os de paganismo, de cultos imorais e tendo como objetivo a adoração da força negativa.
A Igreja Católica , derivada do hebráico ortodoxo, era machista pois considerava a mulher responsável pela queda do homem, não tolerando a admissão de uma Deusa Mãe, mesmo que esta simbolizasse a própria natureza.

Isto não foi ensinado nem praticado por Jesus.
Ele valorizou a mulher. Entre os primeiros séculos do Cristianismo , a participação feminina era bem intensa.
O elemento básico de Wicca não tinha como base primordial o homem e sim a mulher.

Sem comentários:

Ocorreu um erro neste dispositivo