Lisboa - Porto


Viagem

A vida é uma estrada que já existia quando aqui cheguei, uma estrada que me leva de um sítio a outro a qual percorro tentanto absorver a paisagem, aprender com as dificuldades da mesma quando a percorro a pé e aproveitando quando viajo de carro para ultrapassar as zonas mais atribuladas.
Sim, como qualquer estrada, tem zonas com buracos ou bermas baixas.

Sem sair da metáfora e comparando á realidade, imagino que vou de lisboa para o porto, posso escolher várias estradas que me levem até lá, posso ir de auto-estrada e aí nao aprendi nada, apenas viajei de um ponto ao outro.
Posso ir pela estrada nacional ou por qualquer outra de tantas que me podem levar até lá.
O importante é que escolha eu a estrada que escolher, nada mudo ou altero nela, apenas a percorro e consoante a escolha assim viajarei melhor ou pior, mais ou menos confortável.

Se viajo pela autoestrada, vou mais confortável mas a viajem é nua, desprovida de paisagem, pessoas e lugares; se viajo por qualquer outra, posso ter uma viajem mais atribulada, mas tenho outra paisagem da vida, encontro outros seres e até outras dificuldades atendendo ao mau piso da mesma, mas uma certeza eu tenho: no final da viajem sou um ser mais rico em conhecimento e vivência.

Sim, é verdade que apenas percorro a estrada escolhida sem nada alterar nela mesmo pensando que o faço a cada instante, ILUSÃO; eu nao altero nada na estrada da vida, o que acontece é que como na estrada para o Porto de onde em onde, um cruzamento, uma encruzilhada surge e aí eu posso mudar de estrada se estiver cansado ou arrependido da escolha que fiz, mas ao escolher esse novo caminho, escolho ás escuras, IMAGINANDO isto ou aquilo, escolho o que lá estiver de bom ou de menos bom nessa estrada.

Por isso, não adianta acusar a Vida, acusar a um Deus ou inventar sortes e azares, devo sim repensar as escolhas, olhar para dentro de mim, analizar e mudar o que esteja de errado no que penso, digo e faço, um dia, com maior auto-conhecimento escolherei a estrada certa para esta viagem pois sei que chegarei um dia ao porto assim como um dia saí de lisboa nesta viagem da vida, apenas quero encontrar o caminho mais correcto e mais equilibrado, até lá, suportarei as dificuldades do caminho pois a escolha foi minha, tudo o que me econtece é culpa minha e não dos outros.

Sem comentários:

Ocorreu um erro neste dispositivo